sábado, 30 de abril de 2011

sexta-feira, 22 de abril de 2011

quinta-feira, 21 de abril de 2011

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Caixa Efeito Metal


MATERIAL:
- 1 peça em MDF.

- Lixa para madeira n° 220.
- Pincel n° 18.
- Tinta látex PVA fosca amarela indiana
- Tinta acrílica metálica ouro iridescente.
- Rolinho de espuma.
- Bandeja de isopor.
- Papel de seda (branco ou amarelo).
- Cola branca.
- Tesoura.
- Papel para decupagem.
- Termolina leitosa.
- Goma laca incolor.
- Hidrobetume.
- Pano macio (malha de camiseta).
- Verniz acrílico brilhante.
- Fecho com cadeado.
MODO DE FAZER:
1º passo: Lixar a peça com a lixa para madeira n° 220. Remover o pó com pano macio ou pincel.

2° passo: Amassar o papel de seda. Abrir com cuidado. Tornar a amassar. Abrir novamente. Reservar.
3º passo: Passar cola branca com o pincel na superfície da tampa. Colocar o papel, centralizando, sobre a cola. Apertar bem, para colar. Passar cola em uma das laterais. Colar o papel. Repetir o processo nas outras laterais. Secar. Aparar as sobras com a lixa n° 220.
4° passo: Repetir o passo 3 nas quatro laterais da peça, exceto no fundo.
5º passo: Com o rolinho de espuma, aplicar uma demão da cor amarelo indiano em toda a peça, ( inclusive nas bordas e no fundo). Se for necessário, aplicar outra demão, para cobrir bem. Respeitar intervalo de secagem entre as demãos.
6° passo: Com o pincel n° 18, aplicar uma demão de tinta acrílica metálica ouro iridescente em toda a peça. Nas bordas e no fundo, aplicar outra demão após a secagem da primeira.
7° passo: Com o pincel bem seco, aplicar uma demão de goma laca incolor em toda a peça. Secar bem.
Importante lembrar que a goma laca incolor é solúvel em álcool
8° passo: Com o pincel n° 18, aplicar o hidrobetume sobre o trabalho, em pequenas áreas e, imediatamente em seguida ir limpando com o pano, retirando o excesso. Aplicar somente sobre as partes recobertas com o papel de seda. Secar bem.
9° passo: Recortar os motivos do papel de decoupagem com a tesoura. Passar cola branca no verso da decoupagem, posicionar no local a ser colado. Pressionar bem com o pano macio, para colar. Secar.
10° passo: Aplicar termolina leitosa sobre os motivos. Secar bem.
11° passo: Aplicar verniz acrílico brilhante com o rolinho. Secar. Depois de uma hora, aplicar outra demão. Aguardar secagem. Se preferir, substituir a segunda demão de verniz acrílico por uma demão de verniz spray brilhante.
12° passo: Fazer o acabamento interno, pintando a parte da tampa com a cor amarelo indiano (duas demãos com intervalo de secagem entre as demãos). Repetir o processo na parte inferior da peça ou, se preferir, revestir com cortiça.
13° passo: Colocar fecho e cadeado.
Carlos Alberto Saad – artesão –



Castiçal revestido cano rosa


MATERIAL:
- vidro ou lajota lisa para servir de base para o trabalho;

- lâmina ou estilete;
- rolo de plástico;
- pano e álcool para limpeza;
- luva cirúrgica;
- ½ tablete de cerâmica plástica na cor branca
- ½ tablete de cerâmica plástica na
- 3/8 tablete (3 dentes) de cerâmica plástica na cor vermelha glitter
- 1 tablete de cerâmica plástica na cor preta
- cilindro
- Peça onde vai ser aplicado – Castiçal
MODO DE FAZER:
Primeiro temos que fazer o Skinner blend, ou dégradé na massa, para depois fazermos a rosa propriamente dita.

Para o dégradé vamos usar as massas branca e vermelha.
Amassar as massas separadamente de modo que formem cada uma triângulo e juntas um retângulo.
Afine com o rolo, acertando com os dedos para manter o formato de retângulo.
Dobre ao meio para passar no cilindro. Passe no cilindro no modo mais largo, começando com a parte da dobra.
Dobre no meio sempre no mesmo sentido e passe no cilindro iniciando pela dobra quantas vezes for necessário para formar o dégradé ( cerca de 25 vezes).
Observe que o dégradé aparece do meio para as bordas. Quando o dégradé estiver homogêneo, passe no cilindro na forma contrária sem dobrar e vá afinando na espessura, assim a massa irá ficar mais fina e comprida, até uma espessura de aproximadamente 1mm.
Enrole. No exemplo, começamos na cor branca, ou seja, a parte clara ficará por dentro do cano.
Agora vamos trabalhar com as massas glitter, preta e o cano dégradé já feito.
Abra a massa glitter para encapar o cano dégradé, deixando-a com aproximadamente 1,5 mm. Encape o cano dégradé.
Afine e alongue este cano até aproximadamente 25cm. Corte em 10 partes iguais.
Pegue um pedaço (da ponta) e amasse-o com o rolo, na largura e comprimento.
Enrole-o. Fizemos o miolo da rosa.
Com as restantes, belisque uma ponta, para dar formato de gota, faça isso em todo o cano. Observe que quando você belisca embaixo, ele entorta em cima. Acerte com as pontas dos dedos para que tudo fique igual. Faça isso com todas as pétalas.
Agora é só montar: encaixe a parte mais fina da pétala onde terminou o miolo e arredonde o restante da pétala para seguir o formato do miolo e assim sucessivamente até terminarem as pétalas.
Com a massa de fundo (preta) faremos triângulos para calçar cada vão entre as pétalas da rosa. Primeiramente você faz um rolinho (minhoca) e depois dá formato de triângulo.
Com estes triângulos, cubra (calce) os vãos entre as pétalas. Esse procedimento serve para impedir que o cano deforme quando você estiver reduzindo.
Com o restante da massa preta, abra de forma “grosseira” para encapar todo o cano. Feche o cano e reduza na mão até a espessura desejada.
É importante o movimento do meio para a extremidade, pois o ar que está dentro se desloca para as pontas. Quando estiver na espessura desejada, corte no meio para ver o desenho.
Aí está a nossa rosa. Tanto a cor da rosa como o fundo podem variar de acordo com o dégradé e as cores escolhidas por você.
Bene Tealdi

terça-feira, 12 de abril de 2011

Customização em Almofadas com Técnica de Transfer


MATERIAL:
- 0,5m de tecido Oxford
- kit de tinta para transfer
- papel sulfite
- pincel n. 0
- pincel n. 8
- tinta dimensional de alto relevo
- pedras e miçangas
- agulha
- linha
- plumante para enchimento
- lápis
- cola para pedraria
- ferro de passar roupa

MODO DE FAZER:

Passe o desenho de sua preferência para o sulfite e pinte usando as tintas para o transfer. Deixe secar, coloque o desenho em cima do tecido Oxford ( que devera estar cortado na medida de 30 cm quadrados)
Coloque o ferro bem quente sobre o desenho e passe até que o mesmo seja transferido para o tecido.
Marque uma tira de tecido de 2 em 2 cm e desfie formando quadrados.
Coloque linha na agulha e pegue 4 cantos de cada quadrado, depois puxe formando uma flor.
Coloque uma pérola ou miçanga no miolo e costure para dar acabamento, faça assim todos os quadradinhos, depois costure esta tira na volta do desenho.
Para finalizar a almofada corte uma quadrado de 40 cm e coloque em cima da parte da frente, costure toda a volta encha com o plumante e decore com miçangas e pedrarias todo o desenho .
Sueli Fernandez – artesã –

Carteira de festa


MATERIAL:
- 1 folha papelão gramatura 100
- 40 cm manta acrílica
- 45 cm de cetim ou seda
- 45 cm de renda de seda
- 02 botões magnéticos
- 01 cola de contato em bisnaga
- 05 dúzias de prendedor de roupa
- régua
- tesoura
- lápis

MODO DE FAZER:


Parte externa: cortar 1 papelão 38cm X 28cm arredondando as pontas.
Parte interna: cortar 1 papelão 37cm X 28cm arredondando as pontas.
Cortar a manta do mesmo tamanho dos papelões tanto da parte interna como da externa.
Cortar o tecido e a renda com 2 centímetros a mais em toda borda.
Depois de cortar a manta e os tecidos, vincar na ponta de uma mesa para quebrar as fibras do papelão.
Então, começar a colagem com a parte externa concha para baixo (a manta e o tecido por cima) vira e passa a cola de contato nas bordas tanto do papelão, como do tecido, espera 5 minutos e colar por último a renda ;fazer o mesmo processo.
Parte interna com a parte concha para cima colocar a manta. O tecido vira e passa a cola nas bordas, espera 5 minutos e colar com a parte externa colada, fechar os botões magnéticos, marcando 5 centímetros da ponta para o centro.
Feito isso, colar as laterais que são um retângulo de 26 centímetros dobrado ao meio por 15 centímetros de largura e arredondar as pontas. Esperar um pouco e colar a parte interna com a externa começando pelas pontas.

Mardineia Braga de Mesquita - artesã

sábado, 9 de abril de 2011

Caixa Fotográfica com técnica em decupagem em tecido


MATERIAL:
- caixa porta-foto de MDF
- goma laca indiana
- álcool
- lixa n. 180 e 220 para madeira
- tinta PVA: cores perola, azul petróleo, preto e coconut
- caneta permanente ponta fina 0,2 Microm na cor preta
- caneta para retropojetor
- retalhos de tecido de algodão com estampas, cores diferentes e harmoniosas
- termolina leitosa
- cola branca
- tesoura
- estêncil de quadradinhos
- 1 pincel redondo médio
- 1 pincel chato pequeno
- 1 pincel chato médio
- 1 pincel chanfrado médio
- papel vegetal
- folha acetato
- lápis
- fita crepe
- régua
- papel carbono
- stylus
- brochinha para estêncil
- rolinho de espuma
- verniz spay fosco
- 1 pano de algodão para limpeza
- secador de cabelo
- 1 azulejo
- tanquinho para água
- blush

MODO DE FAZER:
1. Passe a goma laca indiana, com o pincel chato, para impermeabilizar a peça;
2. Espere secar ou seque com o secador e passe a lixa n. 180 e depois 220. Limpe a peça com o pano seco;
3. Use o rolinho de espuma para pintar com pérola a peça, até cobrir bem, respeitando o tempo de secagem;
4. Copie o risco do desenho no papel vegetal usando o lápis, e numere os elementos;
5. Transfira o risco para a peça
6. Selecione os tecidos para cada parte. Para não se perder fixe um pequeno pedaço de tecido em cada desenho;
7. Passe todas as partes do risco para o acetato com a caneta para retroprojetor;
8. Use o
pincel chato para aplicar uma demão de termolina leitosa sobre o tecido;
9. Espere secar e coloque o molde do lado do avesso sobre cada peça de tecido correspondente, também do avesso e transfira com a ajuda do lápis; . Recorte as figuras pelo avesso deixando 1 mm de borda à mais;
10. Coloque a tinta azul petróleo no azulejo e deixe-a bem aguada;
11. Com o pincel redondo, faça movimentos curtos e circulares, preenchendo a área do céu, ficando com um tom bem claro;
12. Em seguida, espalhe a cola branca no avesso do tecido, usando o pincel chato pequeno;
13. Cole os tecidos correspondentes à cada numeração em toda caixa;
14. Contorne os desenhos com a caneta Mícron, fazendo pequenos traços, imitando costura à mão ( caseado);
15. Na casinha risque as janelas e as portas;
16. Pinte os rostos dos gatinhos com a caneta;
17. Sombreie as bordas da tampa com o pincel chanfrado e tinta coconut;
18. Posicione o estêncil na lateral superior maior e prenda-o com fita crepe. Molhando a brochinha na tinta preta, retire o excesso e de leves batidinhas dentro das figuras vazadas;
19. Com cuidado retire o estêncil e repita a operação nas outras laterais tomando o cuidado de combinar os quadrinhos;
20. Posicione a régua na base dos quadradinhos e faça um traço com a caneta para retropojetor;
21. Siga os passos anteriores para preparar os corações. Cole-os nas tampas e contorne com a caneta Mícron;
22. Cole o gatinho, pinte o rosto e passe o blush nas bochechas:
23. Na parte interna da caixa passe
uma demão de goma laca, seque, lixe cm a lixa n. 18/0 e torne a passar nova demão de goma laca. Stella Pierry Brunckhorst - artesã 

Vela reciclada flocada


MATERIAL:
- Velas usadas.
- 1 kg de parafina lentilhada transparente.
- 30 ml de essência a base de óleo para velas.
- Anilina para velas.
- Giz de cera branco.
- Pavio parafinado médio para velas.
- Fôrma retangular de zinco para velas.
- Vaselina líquida.
- Pincel de cabo longo.
- Colher de inox.
- Batedor de claras.
- Assadeira de alumínio retangular.
- Ferro elétrico para acabamento.
- Panela de alumínio.

MODO DE FAZER:
Para começar o processo, com o auxilio de uma faca de inox pique as velas usadas, coloque na panela de alumínio e leve ao fogo, não mexa até que derreta por completo e retire do fogo.
Em seguida coe com a ajuda de uma meia fina de seda e acrescente a anilina até chegar na tonalidade desejada, mexa com a colher de inox para que fique homogêneo, coloque um bastão de giz branco, este bastão serve para dar efeito leitoso a sua vela.
Para esta próxima etapa espere a parafina esfriar até que forme uma nata grossa em cima e com a ajuda do batedor de claras, bata até que forme flocos espessos e consistentes, pegue com a ajuda da colher estes flocos e coloque na assadeira pra que solidifique e esfrie totalmente.
Prepare a forma de zinco, com a ajuda do pincel, unte a toda a forma com o vaselina líquida, posicione os flocos em harmonia até completar totalmente a forma e reserve.
Para finalizar derreta a parafina lentilhada na panela de aluminio, acrescente a essência no aroma desejado, misture bem para que fique homogêneo, espere esfriar por aproximadamente 10 minutos para que não derreta os flocos que estão na forma e despeje com cuidado e complete até a borda da forma.
O processo de secagem para esta vela, leva aproximadamente 50 minutos, pois os flocos frios ajudam na secagem, no meio do processo de secagem com a ajuda do palito de churrasco fure o meio da vela até a sua base e insira o pavio.
Espere solidificar totalmente e desenforme, para fazer o acabamento, uso o ferro eletrico pré aquecido na temperatura média com a assadeira em baixo para aparar o que escorre do processo, passe o ferro até que destaque os flocos e fique com o acabamento liso.Iris Vell – artesã

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Decupagem em Sapatilha e aplicação de lantejoula


MATERIAL:
- 1 sapatilha

- Tinta Squizz relevo ouro
- Cola lantejoula
- 1 tesoura
- Lantejoulas
- Paetê
- Cola Pano
- Tecido estampado para decupagem
MODO DE FAZER:
Recortar o tecido do motivo escolhido. Posicione no local desejado da sapatilha e cole com a cola pano.

Contorne com a tinta squizz ouro ou uma cor que combine com sua estampa. Por fim cole com a cola lantejoula alguns paetês, onde achar necessário.
Deixe secar por 5 horas.
Ana Maria Ronchel

Sais de Banho efervescentes


MATERIAL:
- 200g de bicarbonato de sódio

- 100g de ácido cítrico
- 20g de manteiga hidratante
- 20ml de óleo vegetal
- 2g de lauril em pó
- 3ml de essência
- 1 gota de óleo essencial
- 5ml de corante óleo
- 10g ervas desidratadas
MODO DE FAZER:
a) Com o auxilio de uma balança pese 200g de bicarbonato de sódio (Carbonato que misturado ao ácido cítrico dá ação efervescente), 100g ácido cítrico (Acidulante, corretivo de pH, junto com o bicarbonato promove maior efervescer no sais de banho), mexa bem.

b) Junte a mistura 20g de manteiga hidratante (pode ser de cacau, abacate, manga ou karité, elas possuem agentes que darão emoliência para a pele hidratando-a), 20ml de óleo vegetal (Ésteres e gordura natural. São óleos naturais carreadores de diferentes propriedades) e 2g lauril em pó (Promove espuma aos sais de banho), mexa bem até obter uma massa com textura seca mas com liga.
c) Junte a mistura 3ml essência (Estas podem ser de sabonetes ou perfumaria, temos várias linhas tais como gaia que inspira a natureza, exótica, frutal, top e outras. Todas são de ótima qualidade, e nos deixam suavemente perfumados), e 1 gota de óleo essencial (usado para efeitos terapêuticos, cada óleo essencial tem uma função diferente e este deve ser escolhido pela sua propriedade), mexa bem para que se misturem a massa.
d) Alguns óleos vegetais já darão cor a massa, mas caso deseje coloque até 5ml de corante óleo (promove a cor do sais de banho evitando sua efervescência durante o preparo) e mexa bem para obter uma massa de cor uniforme.
e) Preserve as ervas desidratadas como indicamos coloque cerca de 10g e misture a massa.
d) Modele os sais de banho da seguinte forma:
A fôrma de alumínio tipo bola que vamos usar na preparação deve ser bem higienizada com água, sabão neutro e esponja que não a agrida, este processo deve ser feito até retirar todos os resíduos de alumínio.
1) Deixe a forma aberta, coloque uma pequena porção da erva preservada e em seguida coloque uma parte da massa.
2) Repita essa passagem até atingir a metade da forma, em seguida feche-a
3) Pelo orifício da forma coloque o restante da massa fazendo com que ela fique compactada (bem firme) e preenchendo-a por completo.
4) Em seguida gire levemente a fôrma e comprima-a, abra a fôrma e cuidadosamente retire delicadamente a esfera.
5) Aguarde secar por em média 24 horas armazenadas em um recipiente forrado (no fundo) com plástico e fechado .
6) Embale delicadamente em papel celofane ou chumbo para evitar absorção de umidade do ar.
Adriana de Souza – artesã

Bandeja de Mosaico


MATERIAL:
- bandeja de madeira

- Tinta acrílica para artesanato
- Lixa nº150
- Pincel n.18
- Pincel n. 2
- Torquês para mosaico
- Óculos de proteção
- Pinça
- Cola branca
- Pastilhas de vidro
- Rejunte
- Esponja macia
- Espátula de plástico
- Lápis de cor
MODO DE FAZER:
1. Pintar a bandeja, deixe secar por no mínimo 6 horas (fundo);

2. Escolha um motivo e transfira-o para a bandeja;
3. Utilizando o lápis de cor, dê "vida" ao desenho já transferido para a bandeja pintando-o;
Importante! Utilize sempre óculos de proteção.
4. Corte as pastilhas nos tamanhos e formatos desejados, utilizando a torquês para mosaico;
5. Espalhe uma camada fina de forma uniforme a cola na peça de madeira;
Obs: Caso a bandeja não esteja pintada, "sele" a madeira utilizando a cola. Assim a peça ficará mais resistente.
6. Cole com a cola as pastilhas na superfície começando pelo desenho principal (obedecendo a posição do desenho e de encaixe);
7. Após finalizado o desenho principal, faça uma moldura em torno da bandeja (parte mais externa);
8. Agora comece a completar todo o resto da bandeja;
9. Após a secagem das pastilhas (2 horas), aplique o rejunte em toda a superfície a ser rejuntada;
10. Utilizando uma espátula, espalhe uniformemente o rejunte aplicado na peça;
11. Logo depois, utilizando uma esponja umida, retire o excesso de rejunte que ficou em cima da peça, não deixando o rejunte secar;
12. Pronto! Você acabou de criar, com suas próprias mãos, uma linda peça decorativa e utilitária;
Marcella Muñoz - mosaicista